1 | 2

Temporada 2020

Sinfônica anuncia temporada artística vibrante e eclética para este ano

 
fonte: www.campinas.sp.gov.br
 
05/03/20

Os 250 anos de nascimento de Beethoven, o sesquicentenário da estreia da ópera "O Guarani", de Carlos Gomes; o centenário da morte do compositor Alberto Nepomuceno e mais os músicos João Donato, Liduíno Pitombeira, Danilo Caymmi, André Mehmari, Hércules Gomes, Germano Fonseca estão no time de craques da Temporada Artística 2020 da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC).
A programação, composta por mais de 60 concertos com repertórios vibrantes e diversificados, além de compositores e solistas nacionais e internacionais, foi anunciada na manhã desta quinta-feira, dia 5 de março, na Prefeitura de Campinas. A cerimônia que apresentou a temporada reuniu o prefeito Jonas Donizette; o vice-prefeito Henrique Magalhães Teixeira; o secretário de Cultura, Ney Carrasco; a secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocilaine Pereira; o maestro Victor Hugo Toro, titular da Sinfônica de Campinas; o diretor administrativo da OSMC, Fernando Zuben; o presidente da Sanasa, Arly de Lara Romêo; músicos, agentes culturais, Imprensa e autoridades.
 
O prefeito Jonas Donizete destacou a relevante atuação da Sinfônica na "integração com a sociedade". "Quero aqui assumir o compromisso para o crescimento da nossa Orquestra. Quero que se sinta segura, forte", afirmou. Sobre a programação, elogiou o ecletismo do repertório que traz música erudita e popular. "Muito justa a homenagem a Beethoven e aos nossos sambistas."
 
Por sua vez, o secretário de Cultura, Ney Carrasco, adiantou: "Essa temporada será tão forte quanto a de 2019, quando foram celebrados os seus 90 anos de criação. É uma Orquestra que mora no coração do campineiro, faz parte da sua vida", frisou.
 
Para o presidente da Sanasa, Arly de Lara Romêo, "essa parceria é histórica, pois tem possibilitado a socialização da OSMC. Estamos felizes com os excelentes resultados". A parceria, iniciada em 2019, continua sua agenda nos distritos. Neste ano estão programados concertos em Joaquim Egídio, Sousas e Campo Grande. No ano passado, a orquestra esteve em Barão Geraldo, Ouro Verde e Nova Aparecida.  
 
Antes de anunciar detalhadamente a programação, o maestro Toro fez questão de agradecer a gestão do governo Jonas Donizete: "Conheço pouquíssimas cidades onde os representantes se reúnem para prestigiar um evento como esse. É uma mostra muito importante de carinho, de dedicação. É um ato de compromisso", disse.

Novidades

Ao longo do ano, a OSMC apresentará o ciclo integral das nove Sinfonias de Beethoven. "É a primeira vez em mais de 30 anos que a orquestra aborda a integral das Sinfonias de Beethoven numa única temporada", observou Toro.
 
"Beethoven era um compositor surdo. Parte de homenagear seu legado à humanidade é tentar fazê-lo o mais inclusivo possível", afirma o maestro, destacando o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos e dos profissionais em linguagem de libras nas apresentações.
 
Como parte das celebrações, será feita homenagem especial a Beethoven recriando um concerto organizado pelo próprio compositor em 1808. "Foi um concerto que durou mais de três horas, uma verdadeira maratona beethoveniana onde foram estreadas várias das maiores obras que compôs". Essa "maratona" será apresentada pela OSMC em dezembro.  
 
Carlos Gomes: 150 anos da estreia de "O Guarani"

Outra efeméride lembrada será a celebração dos 150 anos da estreia da ópera “O Guarani”, de Carlos Gomes. "Faz 34 anos que os campineiros não assistem uma montagem de “O Guarani” na cidade", lembra Toro. "A última foi em 1986, com o maestro Benito Juarez na regência. Isso significa que mais de uma geração de campineiros não conhecem a obra ao vivo." O maestro relatou que a ópera também foi encenada na inauguração do Teatro Castro Mendes, em 1970, na ocasião dos 100 anos da estreia de “O Guarani. 
 
A Sinfônica apresentará a montagem da ópera entre setembro e outubro, "sendo a única instituição cultural no país que encenará a ópera em forma integral", frisa. Também serão realizadas uma exposição comemorativa e uma série de encontros e palestras ao redor da obra. Estão programadas oito apresentações de "O Guarani" e cinco espetáculos didáticos para crianças.
 
No Festival de Inverno de Campos do Jordão, em julho, o repertório será formado por árias e conjuntos de "O Guarani”.
 
Outros Sons

Neste mês, a Sinfônica participará do VII Festival de Música Contemporânea Brasileira, com homenagem aos compositores Liduíno Pitombeira e João Donato.
 
A OSMC fará apresentações especiais ao ar livre em abril, com Danilo Caymmi; em junho na Semana do Dia dos Namorados; em julho, no aniversário de Campinas; em agosto, com “Carmina Burana”; em novembro, no Mês da Consciência Negra, com representantes históricos do samba campineiro, e e em dezembro, com o tradicional Concerto de Natal.  
 
Na agenda, concerto com o pianista e compositor André Mehmari, grande músico brasileiro contemporâneo, que apresentará um programa de composições próprias. Na temporada também serão apresentadas obras dos compositores brasileiros Hércules Gomes (que também será solista na temporada) e Germano Fonseca (integrante da Sinfônica de Campinas).
 
A Sinfônica também programou para este ano homenagem a Alberto Nepomuceno, expressivo compositor romântico brasileiro, na passagem dos 100 anos de sua morte.
 

A partir deste ano, o Teatro Castro Mendes conta com bilheteria eletrônica, que permite a compra de ingressos para as apresentações da Sinfônica pelo site da Sympla e pagamento com cartões na bilheteria do próprio teatro.
 

Estação Cultura
Pça. Mal. Floriano Peixoto, s/nº
Centro - Campinas - SP
Tel.: (19) 3705-8000